5 dicas de como descomplicar sua vida financeira

Pagar conta não precisa ser uma “dor de cabeça” se você tiver planejamento e comprometimento.

A vida adulta é tão boa e tão cara… Se você tem a sensação que trabalha para pagar conta e que não sobra dinheiro para mais nada, esse post pode te ajudar a “fazer as pazes” com o seu saldo bancário.

Antes de começar com as dicas é importante que você seja sincero consigo mesmo, não ter medo de mostrar que você tem dívidas e que precisará de ajuda, afinal, ter dinheiro é bom, mas depende de muito controle e apoio das pessoas próximas (familiares, por exemplo).

1- Planejamento

Você sabe realmente qual é o seu rendimento mensal? Se você é empregado, veja no holerite o valor que está disponível para seu consumo. Já para quem é autônomo ou tem empresa própria, o faturamento pode ser mais volátil e difícil de prever corretamente (usar como base a média de recebimentos anteriores ou uma estimativa de lucro).

Comece a partir do seu saldo em conta a planejar seus gastos financeiros, colocando limite conforme suas possibilidades. 

Se você é responsável por outras pessoas ou pode contar com o dinheiro de mais gente dentro de casa, esse planejamento precisa incluir todos os envolvidos.

2- Compromisso 

Para o planejamento dar certo é preciso ter comprometimento, certo? Então você deve ter um objetivo claro do que pretende fazer com o dinheiro, seja para pagar as contas e não ter dívidas ou fazer a aquisição de algo de maior valor, que necessitará de um empréstimo ou financiamento. 

A meta a ser conquistada deve estar em primeiro lugar e ser compartilhada com todos para que não haja desvio de interesse.

3- Educação

Educação financeira é para todos! Ajuda a entender impostos, deveres civis, regras bancárias e muito mais.  

É de extrema importância você adquirir conhecimentos financeiros para ter um bom resultado do seu planejamento. Na internet, existem inúmeros sites e especialistas dando dicas de economia doméstica, formas de investimento, planilhas orçamentárias, etc. 

4- Se algo der errado

Não é ser pessimista, mas sim realista. Contar com o dinheiro antes de receber pode prejudicar o atingimento da sua meta, por isso é importante manter uma parte guardada para suprir os contratempos.

Pense também em oportunidades de receber um dinheiro a mais prestando algum tipo de serviço que não comprometa o seu emprego oficial. Considere também pedir ajuda a familiares e amigos (pessoas que querem o seu bem), dividindo com eles o que você pretende fazer com o dinheiro poupado.

5- Nunca é tarde para começar

No mundo ideal, o planejamento financeiro deveria começar quando a gente nasce para que nunca falte recurso (dinheiro) para fazer o que a gente quiser. Mas sabemos que não é bem assim, então esqueça essa história que “é tarde demais”. 

Quanto antes começar, mais viável será o planejamento para atingir seu objetivo. Do contrário, você terá que se comprometer ainda mais e “apertar o cinto”. Mas lembre-se: é por uma boa coisa e o resultado será compensador.

Por exemplo, se o uso do dinheiro economizado for para estudar e ter uma qualificação melhor, com certeza você conseguirá um emprego mais rentável e terá mais dinheiro no final do mês.

Agora é com você! Comece a planejar as suas próximas conquistas e conte com a gente sempre que precisar. Você pode conseguir um crédito para te ajudar a tirar esses planos de papel, ou ainda, equilibrar as contas. A Ramos e Silva é o correspondente número 1 do país e oferece as melhores condições em soluções financeiras.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: