3 dicas para conseguir crédito para a sua empresa

Um bom planejamento e apoio de instituições financeiras podem ajudar seu negócio nessa pandemia

Imprevistos acontecem, isso é fato. Seja na vida pessoal ou na profissional, precisamos estar preparados para mudanças repentinas, como é o caso desta pandemia atual. Prever pode ser difícil, mas é possível planejar diferentes rotas caso algo saia fora do estipulado nas metas anuais.

Neste post, vamos dar 3 dicas para quem precisa de força extra nos negócios, principalmente os micro e pequenos empresários que tiveram que se reinventar para manter sua loja/escritório físico ou virtual funcionando da melhor maneira possível.

  1. Programas do Governo

Sensível ao momento da economia, o Governo Federal tem feito várias ações em prol dos empresários. Um dos programas que mais colaborou neste período foi o Pronampe (Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte) que autorizou bancos a conceder empréstimos com juros menores.

Por se tratar de ações pontuais, essas linhas de crédito podem ser alteradas conforme necessidade. É importante acompanhar sempre as notícias oficiais para ver se você tem direito. Saiba mais nesta matéria do G1.

2. Instituições financeiras 

Um dos problemas mais comuns entre as micro e pequenas empresas é o fluxo de caixa baixo. Por isso, é importante ter bom relacionamento com o banco que servirá seu CNPJ para que, em momentos de incerteza, você tenha apoio (e dinheiro!) para continuar de portas abertas.

Bancos tradicionais ou as novas fintechs estão com várias opções de crédito. Para saber qual é a melhor para você é preciso pesquisar e conversar muito, porque cada empresa tem uma realidade. As condições variam de acordo com o risco do cliente, garantias oferecidas, prazo da operação e origem do investimento da empresa.

Por exemplo: há linhas de crédito mais atrativas para compra de insumos e equipamentos; ou ainda, juros menores para o setor de turismo e eventos. Nesses casos, o relacionamento com o banco fará toda a diferença.

Essas instituições financeiras também oferecem empréstimo pessoal, que podem ajudar a pagar dívidas e equilibrar as contas da empresa. Mas cuidado: é preciso ter certeza do seu orçamento mensal para não trocar “seis por meia dúzia”, ou seja, acumular novas dívidas e não melhorar a saúde financeira da empresa.

3. Crédito com Garantia Imobiliária

Você conhece o home equity? Temos um artigo especial sobre ele (clique aqui).

Home equity é o termo em inglês para empréstimo com imóvel de garantia. É um tipo de financiamento comum em países da Europa e nos Estados Unidos.

Essa modalidade cresceu muito no Brasil e é uma excelente solução para as PMEs porque oferece mais garantias do que um empréstimo comum. Ou seja, quem tem um imóvel quitado pode solicitar à instituição financeira um valor (a partir de R$ 30 mil ou 60% do valor do bem) sem riscos de inadimplência e dessa forma, com juros baixos.

Com este valor em mãos, o empresário pode negociar dívidas (pagando à vista, com descontos) ou ainda injetar recursos no seu fluxo de caixa. Também é muito favorável para quem expandir seu negócio, ampliar estoque e até mesmo investir em uma nova empresa.


Quer saber mais sobre o Crédito com Garantia de Imóveis? A Ramos e Silva tem a melhor opção do mercado, o UseCasa do Banco Santander. Clique aqui que nossos especialistas estão prontos para te ajudar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: